Próximas Atividades

Seminário Rights Express: "Negociações e contratos internacionais"

Seminar Rights Express 2011

Data: 01/09/2015
Horário: 10h às 13h30
Inscrições: €90 por pessoa
O "Rights Express" é um treinamento intensivo de três horas que apresenta uma introdução básica sobre direitos e licenciamentos internacionais, e muitas das questões ligadas a este tema. Experts internacionais e nacionais vão compartilhar suas experiências e conhecimentos com os participantes do seminário, buscando responder perguntas frequentes nesta área: Como identificar os mercados mais adequados para os seus títulos e autores? Como encontrar e contactar potenciais compradores de direitos? Como negociar direitos internacionais com sucesso? Quais direitos você deve adquirir do seu autor? Que tipos de direitos podem ser vendidos?

Estas perguntas e muitas outras serão respondidas no Rights Express, no Rio de Janeiro. Participe!

Os nossos palestrantes:



Mónica Herrero

Monica Herrero

É formada em literatura, tem especialização em Estudos Culturais pela universidade de Londres, e é mestre em Propriedade Intelectual pela Universidad Austral,
Buenos Aires.

Desde 1993 trabalha no mercado editorial. Iniciou sua atuação como agente literária em 1999, e fundou a MH Literary Agency em 2005.





Gustavo Martins

Gustavo Martins

É advogado formado pela PUC-Rio, Mestre pela UGF, com atuação na área de direito autoral e do entretenimento, dentre outras.

Integra a Comissão de Direito Autoral e Entretenimento da OAB-RJ, advoga para várias editoras, atua como consultor do Sindicato Nacional dos Editores de Livros.



Inscrição no seminário


Esquenta Frankfurt

Internationale Vielfalt 230x160 Px 43387

Para quem vai à Feira de Frankfurt pela primeira vez, ou para quem ainda não teve oportunidade de conhecer a região e suas conexões com o mercado editorial fora da Feira do Livro de Frankfurt, estamos oferecendo este ano aos editores um programa de três dias — anterior à feira — para ampliar sua experiência na Feira do Livro de Frankfurt. O programa incluirá visitas ao museu de Gutenberg, ao museu de “fontes/caligrafia”, à sede da feira, uma apresentação sobre o mercado alemão e sobre oportunidades de negócios na região, a entrega de uma lista de potenciais clientes e um lista de eventos customizada para cada participante, um tour pela feira na manhã do primeiro dia - quarta-feira - e entrada para o Business Club pelos 6 dias de Feira, que inclui também as conferências The Market e Rights Directors Meeting. Valor do investimento: €1.600.

CONTEC BRASIL

Hotspot Education 2011 29672

O que são as conferências CONTEC?

A CONTEC Brasil incentiva discussões sobre a incorporação de novas tecnologias na sala de aula, o treinamento de professores, e a mídia digital e as redes sociais na alfabetização.

Palestras e painéis de discussão exploram a influência cada vez maior do livro digital na produção editorial tradicional, os desafios da produção crossmedia e o poder da mídia social.


Boletim atual: 29/07/2015

20150729 Marcello Quintaninha

Público de HQs no Brasil ainda é pequeno
“Acho que se poderia dizer que o mercado de quadrinhos brasileiro na atualidade está muito pouco distante do mercado espanhol. As similitudes nesse aspecto são inúmeras. Eu me relaciono com outros autores e há certo intercâmbio na área, embora a atuação das editoras também seja um componente importante nesse processo e as editoras brasileiras, lamentavelmente, ainda têm escassa representatividade no cenário internacional. O público consumidor de quadrinhos no Brasil ainda é pequeno e se notabiliza pelo estabelecimento de nichos. Logo, os volumes de venda alcançados por editoras de países cujo mercado é mais fortalecido faz com que essa percepção se subverta. O que quero dizer é que o fato de uma determinada proposta editorial não funcionar no Brasil diz menos sobre a proposta em si do que sobre as condições de mercado que determinam a realidade editorial brasileira.”

Marcello Quintanilha, desenhista a autor de HQs

Encontro traz projetos para novos modelos de ensino
Implantar uma revolução na educação é o objetivo do evento que a Fundação Claudio Naranjo realizará no Colégio Dante Alighieri, em São Paulo, de 7 a 9 de agosto, reunindo educadores.

Brasileiros criam serviço de streaming de quadrinhos
Uma Netflix das histórias em quadrinhos. É essa a ideia por trás da Cosmic, a primeira plataforma brasileira de streaming por assinatura para HQs, com estreia prevista para novembro. O conteúdo pode ser acessado por tablet, smartphone ou desktop.

Para saber mais sobre projetos gráficos de livros infantis
Da RedaçãoEstá programado para o dia 30 de julho o evento para debater projetos gráficos de livro infantil, promovido pela editora infantil MOV. Com entrada franca, a partir das 19h30, o debate será realizado na Blooks Livraria do Shopping Frei Caneca.

Plataforma digital ajuda alunos de escolas públicas de SP
A plataforma digital criada pela Secretaria de Educação de São Paulo, criada em parceria com professores da rede, alcançou a marca de 5 milhões de acessos no primeiro semestre.

Gastos com professores cai na universidade privada
Os grandes grupos educacionais de ensino superior com ações na bolsa têm direcionado proporção cada vez menor de recursos para a principal matéria-prima: os professores. A remuneração dos docentes em relação à receita líquida passou de 45% em 2010 para 35% no ano passado, na média dessas empresas.

Projeto de incentivo à leitura propõe envio de livros gratuitos para todo o país
A Brasil Exemplar, que é uma organização sem fins lucrativos, vem trabalhando em prol do incentivo à leitura e lançou recentemente um projeto que propõe expandir e socializar cada vez mais o acesso à literatura brasileira e no Brasil, através da distribuição gratuita de livros.

Especial: 150 anos de “Alice no país das maravilhas”
É ano de festa para Alice, a famosa personagem do matemático inglês Lewis Carroll (1832-1898) que entrou na toca do coelho e caiu num universo onírico que vem intrigando e encantando gerações e mais gerações ao longo dos últimos 150 anos.
Leia mais

Os nossos palestrantes falam...

Dolores Prades 230x160

“Não é preciso gastar tanto com papel ou com gráficas, mas a questão fundamental é tornar os jovens capazes de selecionar entre a infinidade de informações disponíveis e como desenvolver esse espírito crítico. No Brasil o espaço para o livro digital ainda é muito reduzido a uma camada privilegiada. Ainda não há bibliotecas em muitas cidades, mas é positivo que a tecnologia esteja sendo inserida nas escolas públicas. Temos um longo caminho de formação de leitores pela frente. Em um país como a Inglaterra todos têm acesso à leitura e ao livro digital; aqui ainda não chegamos ao limite da capacidade do livro em papel como aconteceu na Inglaterra. Nossa dificuldade é como incorporar a leitura na vida da maioria. É preciso haver espaço para tudo, mas televisão o dia todo também não é bom. A orientação dos pais é fundamental. ”

Dolores Prades, editora da revista nacional Emília