Próximas Atividades

Seminário Rights Express: "Negociações e contratos internacionais"

Seminar Rights Express 2011

Data: 01/09/2015
Horário: 10h às 13h30
Inscrições: €90 por pessoa
O "Rights Express" é um treinamento intensivo de três horas que apresenta uma introdução básica sobre direitos e licenciamentos internacionais, e muitas das questões ligadas a este tema. Experts internacionais e nacionais vão compartilhar suas experiências e conhecimentos com os participantes do seminário, buscando responder perguntas frequentes nesta área: Como identificar os mercados mais adequados para os seus títulos e autores? Como encontrar e contactar potenciais compradores de direitos? Como negociar direitos internacionais com sucesso? Quais direitos você deve adquirir do seu autor? Que tipos de direitos podem ser vendidos?
Estas perguntas e muitas outras serão respondidas no Rights Express, no Rio de Janeiro. Participe!
Inscrição


Esquenta Frankfurt

Internationale Vielfalt 230x160 Px 43387

Para quem vai à Feira de Frankfurt pela primeira vez, ou para quem ainda não teve oportunidade de conhecer a região e suas conexões com o mercado editorial fora da Feira do Livro de Frankfurt, estamos oferecendo este ano aos editores um programa de três dias — anterior à feira — para ampliar sua experiência na Feira do Livro de Frankfurt. O programa incluirá visitas ao museu de Gutenberg, ao museu de “fontes/caligrafia”, à sede da feira, uma apresentação sobre o mercado alemão e sobre oportunidades de negócios na região, a entrega de uma lista de potenciais clientes e um lista de eventos customizada para cada participante, um tour pela feira na manhã do primeiro dia - quarta-feira - e entrada para o Business Club pelos 6 dias de Feira, que inclui também as conferências The Market e Rights Directors Meeting. Valor do investimento: €1.600.

CONTEC BRASIL

Hotspot Education 2011 29672

O que são as conferências CONTEC?

A CONTEC Brasil incentiva discussões sobre a incorporação de novas tecnologias na sala de aula, o treinamento de professores, e a mídia digital e as redes sociais na alfabetização.

Palestras e painéis de discussão exploram a influência cada vez maior do livro digital na produção editorial tradicional, os desafios da produção crossmedia e o poder da mídia social.


Boletim atual: 01/07/2015

20150701 Joao Mattar

Os games e a escola caminham juntas

“Gamificação não significa utilizar games, e sim utilizar estratégias de design de games, como por exemplo interação, colaboração, premiação, desafios etc. O objetivo é envolver mais o aluno com o processo de ensino e aprendizagem, além de gerar uma retenção mais longa do conhecimento. Hoje, alunos da pré-escola, que ainda nem foram alfabetizados, já usam games simples, inclusive, por exemplo, para alfabetização, além de colorir, fixar imagens etc. Não há nenhuma contraindicação, apenas uma orientação geral para não se utilizar apenas tecnologias com os alunos, em qualquer idade. As atividades off-line ainda têm seu valor na educação.”

João Mattar, escritor e professor

Tecendo Saberes agita bibliotecas de São Paulo

Com um jeito bem diferente de sair da rotina das férias, o projeto será realizado em julho e inclui contação de histórias, bate-papo, projeção de vídeos e exposição.

Vocação e a teoria das inteligências múltiplas
A teoria das inteligências múltiplas é utilizada para promover a vocação dos alunos. O criador deste novo modelo teórico, Howard Gardner, defende a existência de oito inteligências diferentes

Facebook dará aulas de programação em Heliópolis
Agora, além das aulas de empreendedorismo, ministradas em uma casa chamada por eles de “laboratório de inovação” no bairro da zona sul de São Paulo, moradores terão acesso a aulas básicas de programação.
Leia mais

Os nossos palestrantes falam...

Dolores Prades 230x160

“Não é preciso gastar tanto com papel ou com gráficas, mas a questão fundamental é tornar os jovens capazes de selecionar entre a infinidade de informações disponíveis e como desenvolver esse espírito crítico. No Brasil o espaço para o livro digital ainda é muito reduzido a uma camada privilegiada. Ainda não há bibliotecas em muitas cidades, mas é positivo que a tecnologia esteja sendo inserida nas escolas públicas. Temos um longo caminho de formação de leitores pela frente. Em um país como a Inglaterra todos têm acesso à leitura e ao livro digital; aqui ainda não chegamos ao limite da capacidade do livro em papel como aconteceu na Inglaterra. Nossa dificuldade é como incorporar a leitura na vida da maioria. É preciso haver espaço para tudo, mas televisão o dia todo também não é bom. A orientação dos pais é fundamental. ”

Dolores Prades, editora da revista nacional Emília