Editores em Frankfurt, um intercâmbio rico e especial

Sala de reuniões no prédio histórico da Ullstein | © Mariana Warth

Sala de reuniões no prédio histórico da Ullstein | © Mariana Warth

A convite do Ministério das Relações Exteriores da Alemanha e com intermediação da Feira do Livro de Frankfurt, sete editores brasileiros independentes participaram em fevereiro de um programa no país para série de reuniões com editores, agentes literários e personalidades que ditam os rumos e as tendências da literatura e do mercado editorial no país. Conhecer novidades, ampliar as possibilidades de interação, focar a produção em novas metas e fazer contatos com profissionais de outras áreas afins foram os objetivos. Como resultado, os participantes entenderam  melhor a dinâmica do mercado alemão, a estrutura das empresas e como elas fazem suas dinâmicas no mercado nacional e internacional, além de abrirem portas para a interação comercial. Eles elogiaram o encontro, a possibilidade de fazer novos contatos e os encontros pessoais tão valorizados no mercado editorial. Aguardem nossos próximos programas de intercâmbios em outros países com potencial para o mercado editorial brasileiro.

 

Viagem de editores brasileiros à China

viajechinaEm julho de 2016 o escritório da Feira do Livro de Frankfurt de São Paulo organizará a primeira viagem de editores brasileiros à China. O grupo visitará as principais editoras chinesas dos seguimentos representados pelos profissionais participantes da viagem, distribuidores, gráficas e livrarias, a fim de ter uma visão completa do mercado e abrir oportunidades de parcerias e negócios entre os dois países. Em breve novas informações estarão disponíveis aqui no nosso site. Para se manter conectado com as novidades da Feira no Brasil, assine nossa newsletter semanal.

Agents & Business Center

_ZAM3219A partir de 2015 a Bienal do Livro do Rio de Janeiro estabeleceu uma parceria inédita com a Feira do Livro de Frankfurt para a organização e promoção do espaço Agents & Business Center - uma área reservada dentro da feira para a realização de negócios por parte de profissionais de todas as áreas da cadeia produtiva do livro, em um ambiente mais tranquilo e produtivo. O Agents & Business Center esteve aberto aos profissionais durante os três primeiros dias da bienal, e aqueles que compraram espaço no centro puderam agendar suas reuniões de negócios em um local bastante produtivo; foi consenso geral entre os clientes do ABC que a área foi de grande valor para suas atividades naqueles dias. A parceria já está acordada para as próximas três edições da Bienal do Rio de Janeiro: 2017, 2019 e 2021.

Seminário Rights Express: "Negociações e contratos internacionais"

RightsExpressSpeakersEm 1 de setembro de 2015 a Feira do Livro de Frankfurt realizou o primeiro seminário sobre direitos autorais. A nova marca de eventos nesta temática - RightsExpress Seminar - estreiou mundialmente no Brasil, com o tema “Negociações e contratos internacionais”. O evento contou com a participação internacional de Monica Herrero, agente literária argentina com mais de 15 anos de experiência no mercado e do advogado especialista em direitos de entretenimento e consultor do SNEL, Dr. Gustavo Martins. Organizado no auditório do SNEL no centro do Rio de Janeiro, o seminário contou com a participação de editores independentes e de grandes editoras, que puderam formar ali uma base consistente para as negociações e a redação básica de contratos de vendas de direitos. Novas edições serão programadas para 2016. Fique atento aos nossos comunicados e assine nossa newsletter para se manter informado.

Os nossos palestrantes:

gustavo_web Gustavo Martins,
Avogado Direitos Editoriais
Mónica Herrero,
MH Literary Agency
monica_web

 

CONTEC BRASIL

CONTECO que são as conferências CONTEC?
A CONTEC Brasil incentiva discussões sobre a incorporação de novas tecnologias na sala de aula, o treinamento de professores, e a mídia digital e as redes sociais na alfabetização.
Palestras e painéis de discussão exploram a influência cada vez maior do livro digital na produção editorial tradicional, os desafios da produção crossmedia e o poder da mídia social.

Boletim atual: 15/06/2016

Os desafios na formação dos professores

“Os maiores gargalos na formação dos professores estão, principalmente, nos cursos de formação inicial, nos quais pouco se estimula o estudo das estratégias didáticas e da compreensão da aprendizagem. Por isso, muitas vezes os professores são bons nos conteúdos, mas têm problemas em saber como dar aula. Outro problema está voltado para o tipo de Universidade e/ou Faculdades que os futuros professores se formam, geralmente possuem uma formação teórico-metodológica frágil. Outro ponto importante na formação é a atuação dos graduandos nos estágios que poderiam ser mais formadores”

Sônia Maria Vanzella Castellar, educadora e organizadora doi livro “Da Educação Infantil ao Ensino Fundamental”

Unesco inicia pesquisa sobre educação para jovens na América Latina
Será que a educação formal faz sentido para os projetos dos jovens? Para tentar conhecer como é a educação que esses jovens sonham, a Unesco lançou a pesquisa "Diles qué quieres aprender" , dirigida a jovens entre 15 e 25 anos.

'Postalector' mescla HQs digitais e clássicos literários em papel
O www.postalector.com é uma ideia original da Editora Sauré que combina os quadrinhos digitais (ecómic) e os clássicos literários nesta plataforma inovadora de integração de produtos de leitura on-line e off-line.

O método Bowie: alguns atalhos para aprender melhor e mais rápido
A estratégia de olhar os problemas para resolver um dilema em uma folha em branco com outra lente e outro foco é uma das chaves da “nova aprendizagem” que promove Timothy Kenny, um especialista em "aprendizagem acelerada.

A escola do futuro já existe em Singapura
Nesta escola, situada em uma zona residencial a oeste de Singapura, todos usam tablets, todos programam, todos estão cansados de ver robôs, impressoras em 3D e drones. O programa Code@SG é desenvolvido pelo Governo de Singapura

Ainda temos muitos jovens fora da escola
O Ensino Médio no Brasil é tido como o principal gargalo da Educação brasileira por muitos especialistas da área. Enquanto a parcela dos jovens de 15 a 17 anos na escola é de 82,6%, o percentual de jovens dessa faixa etária que está no Ensino Médio (taxa líquida de matrícula) é de apenas 61,4%.

Leia mais